A Opinião De

A Opinião de Quem tem o que Falar!

O Preço da Conta

Nem toda a unanimidade é burra. Pelo menos quando se trata do custo da conta de energia elétrica. Não há quem não esteja reclamado. E todos têm razão. A conta está salgada demais. É claro que estamos diante de uma crise sem precedentes no setor elétrico nacional. Uma crise que não deve apenas ser atribuída às variações das condições climáticas e muito menos à crise mundial, para muitos a mãe de todos os problemas brasileiros. Não é bem assim. As contribuições acima citadas são irrelevantes comparadas ao desmonte do setor ao longo de pouco mais de uma década.

Impossível ignorar a falta de planejamento e o improviso, que resultaram em uma gestão caótica do setor, responsável pela geração de energia elétrica fundamental para o desenvolvimento do país. Não creio que em nenhum outro país em desenvolvimento, este setor seja gerido com tamanha imprudência. E olha entre os países desse grupo, o Brasil é disparado o que está diante do maior desafio para manter-se na esteira do desenvolvimento.

Estudo divulgado pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) mostrou que, de 2006 a 2014, o custo do atraso na implantação de usinas ultrapassa R$ 65 bilhões. Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), menos da metade foi implantado.

O cenário de imprevidência contemplou o investimento nas térmicas, muito mais caras. Resultado: foram adicionados à rede, mais nove mil MW queimando combustíveis fósseis e contribuindo para aumentar a poluição.

Para piorar o quadro, a infraestrutura instalada padece da falta de chuvas - e o drama da seca ganhou espaço, derrubou a cerca que separava o Nordeste do Sudeste, e segue seu caminho sem freios rumo a todo o território nacional. O racionamento, tanto de luz quanto de água, paira sobre os principais centros urbanos. E a crise, que reflete a falta de rumo do setor, impõe à população um cruel castigo: o custo desenfreado da conta de energia.

Boca Maldita: de olho nas eleições

Estamos a pouco mais de um ano das próximas eleições municipais e a Boca Maldita, eternamente presidida pelo popular Seu Coutinho, volta a ser palco do debate político na Cidade, reassumindo seu papel de caixa de ressonância dos apelos populares. E pelo que se fala na Boca Maldita, o futuro reserva calorosos debates em busca do poder da Cidade.
Fala-se em mais de uma dezena de candidatos à Prefeitura de Itatiaia. Só não se conhece até agora o candidato do governo, entre os muitos que pretendem contar com o apoio ($$$) da poderosa máquina. O único ponto de convergência entre os frequentadores da Boca Maldita, é que o próximo prefeito vai encontrar Itatiaia com a mesma velha cara de distrito de Resende. A chegada de novas empresas não disfarçou as rugas dessa velha nova Cidade. Parece que o tempo parou em Itatiaia. Já são 24 anos convivendo com os mesmos problemas.

Dos quatro prefeitos que administraram Itatiaia desde a sua "emancipação" política, apenas dois podem voltar ao poder: Jair Alexandre e Almir Dumay. Porém, Seu Coutinho, líder da Boca Maldita, jura de pés juntos que ambos, em tempo, já penduraram as chuteiras. O líder da Boca Maldita garante que Jair Alexandre já declarou apoio ao seu xará Jair da Girafa. Já Almir vai com o vereador Dudu. Para os mentores da Boca Maldita Jair e Almir fazem muito bem em passar o bastão, fortalecendo a renovação que se anuncia. Falta agora o prefeito Ypê declarar o seu apoio, que pode ir para o ex-vereador Sancler, para o seu secretário Denilson Sampaio ou mesmo para o vereador Dudu, que parece ser a cereja do bolo da maioria dos partidos, menos do seu próprio, o PSDB. Há outros nomes na corrida pela caótica Prefeitura de Itatiaia, mas para o presidente da Boca Maldita, não passam de fogo de palha. O poder em Itatiaia continuará sofrendo a influência das velhas raposas políticas, que mesmo longe do prestígio eleitoral que tinham, ainda são disputados cabos eleitorais. Até quando? A resposta, nem os estudiosos da Boca Maldita sabem. Mas, quem viver... Saberá!

Perguntar não ofende – Quanto a Prefeitura de Itatiaia deve ter gasto para produzir um jornal tão bonito e recheado de propaganda de um município tão pobre? Quem leu adoraria viver em um município tão próspero e encantador.

Sobre Nós

  Guia Master auxilia no seu dia-a-dia para te informar, dar boas opções de onde ir, o que fazer e onde comer. Estamos aqui para te servir!

Cinema

  • DPA-2.jpg
  • Homem-de-Ferro-3.jpg
  • Bumblebee.jpg
  • Moonlight.jpg
  • O-Cacador-e-a-Rainha-do-Gelo.jpg
  • A-Bailarina.jpg

Novidades

Conecte-se